FANDOM


Redd White foi o chefe executivo da empresa Bluecorp. Ele usou a companhia para conseguir informações escandalosas sobre vários indivíduos importantes, como celebridades, pessoas em finança, e até mesmo oficiais de alta classificação no Escritório de Promotoria. Ele então chantageou esses indivíduos em realizarem seus comandos, e muitos eventualmente cometeram suicídio.

Informações Editar

Nomes em outros idiomas: Masaru Konaka (japonês), Redd White (francês, alemão, espanhol e italiano)

Involvimento no Incidente DL-6 Editar

Em 2001, Redd White descobriu sobre o uso secreto de uma médium espírita na investigação do caso de assassinato de Gregory Edgeworth, também conhecido como Incidente DL-6. Ele descobriu isso através de Marvin Grossberg e vazou a informação para a imprensa, fazendo com que a médium deixasse a Aldeia Kurain em desgraça e com que a polícia procurasse furiosamente pelo responsável por vazar as informações. White encontrou-se com Grossberg e começou a chantageá-lo para não revelar à polícia que ele fora quem vazou as informações.

Assassinato de Mia Fey Editar

Quinze anos mais tarde, White e sua secretária April May começaram a espionar Mia Fey, a filha mais velha de Misty e uma talentosa advogada de defesa. Ela passara a maior parte de sua vida juntando evidência para derrubá-lo, e acabara de ter uma conversa por telefone com sua irmã mais nova Maya Fey, lhe pedindo para guardar uma evidência que estava dentro de um relógio no formato da escultura "O Pensador".

Pouco antes das 21:00 na noite de 5 de setembro, White invadiu o escritório de Mia para pegar a evidência e destruí-la. Para garantir o silêncio de Mia, ele pegou o relógio da mesa de Mia e acertou sua cabeça, matando-a quase imediatamente. Ele escreveu o nome "Maya" com o sangue de Mia, para culpar Maya, que chegou pouco depois de White escapar. Para manter o sucesso de seu plano ainda mais, White mandou April May ligar para a polícia e dizer ter visto Maya matar Mia.

O advogado de defesa no julgamento seguinte foi o aprendiz de Mia, Phoenix Wright, que fora forçado a tomar o lugar de Grossberg após o advogado veterano recusar pela influência de White. Durante sua investigação, Wright descobriu que White se hospedara no Hotel Gatewater com May. Wright o confrontou em seu escritório. Através da investigação da sala e de sua conversa com White, Wright percebeu que ele estava chantageando Grossberg em ficar de fora do julgamento, e que ele era o assassino. White ligou para o Escritório de Promotoria público e lhes disse para mandar a polícia e prender Wright. White deporia não contra Maya, mas contra Wright.

No entanto, nem White nem o promotor Miles Edgeworth conseguiram superar a persistência de Wright, que demonstrou que White era o assassino. Edgeworth exigiu mais um dia para investigar, mas Mia, que estava sendo endorcisada por Maya, deu a Wright uma lista das pessoas que tinham sido chantageadas por White, o que forçou o CEO da Bluecorp a admitir seu crime.

Personalidade Editar

White tinha uma personalidade arrogante, extravagante, egoísta e abrasiva. Ele tendia a ver as pessoas como inferiores a ele e era extremamente egocêntrico, nomeando sua empresa baseado em sua cor favorita e modelando várias estátuas em seu escritório com sua própria imagem. O terno de White era decorado com diamantes e ele usava um anel em cada dedo para exibir a riqueza por ele "conquistada". Ele se considerava acima da lei, como suas chantagens lhe permitiam controle sobre a polícia, advogados e juízes. Ele também não tinha problema em usar aliados como bodes expiatórios, como demonstrado por seu tratamento à April May após a espionagem do telefone de Mia ser descoberta. White aparentava ser um homem violento (mesmo sem contar o assassinato de Mia), como ele socou Wright apenas para demonstrar sua imunidade à lei.

White parecia se achar altamente educado e com um grande vocabulário, quando na verdade ele errava o uso de várias das palavras usadas por ele, se esforçando para fazer sua linguagem parecer o mais extravagante o possível. Suas falas também continham várias frases em espanhol usadas de modo errado, bem como várias outra expressões inventadas por ele; White zombava das pessoas que não sabiam o significado dessas "palavras".

Nome Editar

  • Os três kanji de seu nome japonês significam "pequeno" (小), "médio" (中) e "grande" (大).
  • O nome de White, combinado com o nome de sua empresa, referenciam as cores da bandeira dos Estados Unidos. Embora muitas outras bandeiras sejam vermelhas, brancas e azuis, provavelmente a intenção do nome em inglês é uma referência à bandeira americana. Apesar disso, White repreende Wright por ser americano em uma ocasião.
  • Ele afirma ser conhecido como "Blanco Nino" por seus amigos. "Blanco" significa "branco" e "Niño" significa menino em espanhol. Como geralmente os adjetivos vêm depois dos substantivos em espanhol, a forma correta seria "Niño Blanco". Entretanto, isso pode ter sido feito propositalmente para mostrar o vocabulário errado de White.
  • O nome brasileiro não-oficial de White é Rubens Brancco. Rubens vem da palavra latina "rubens", que significa "vermelho", "avermelhado", "rubro" ou até mesmo "ardente", que referencia sua personalidade. Brancco é uma forma adaptada do sobrenome germânico "Branco", que significa "brilhante", "luminoso" ou a cor "branco". O nome completo mantém o mesmo significado que a versão estadunidense. Para permanecer ainda mais semelhante, o nome brasileiro não-oficial de sua empresa é Zulcorp ("zul" de "azul"), fazendo um trocadilho com as três cores.

Desenvolvimento Editar

  • Originalmente, Turnabout Sisters seria o primeiro caso no jogo. Shu Takumi queria que o primeiro vilão fosse forte, então os designers lhe deram ombros largos e intimidadores, além de uma posição de poder no mundo do direito.
  • Os nomes de Redd White e April May foram escolhidos juntos. Eles foram uns dos primeiros personagens a serem criados e estabeleceram um padrão para todas as testemunhas seguintes, tanto em termos de excentricidade quanto de nomes com trocadilhos.
  • Tanto April May quanto Redd White acusaram indivíduos cujos sobrenomes rimam com seus próprios; April May acusou Maya Fey e Redd White acusou Phoenix Wright.
  • Nas versões japonesa e espanhola do jogo, White usa frases em inglês ao invés de em espanhol. Sua utilização do inglês aparentemente vem do fato de ele ter passado algum tempo vivendo na América.